O que faz um Otorrinolaringologista?

20_12

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Você sabe o que faz um Otorrinolaringologista? Antes de marcar a sua consulta saiba mais sobre esse especialista para saber se é com ele que você deve tratar o que está incomodando. Aqui na OPT.DOC você descobre qual a função deste profissional e tudo que envolve sua saúde.

O que faz um Otorrinolaringologista?

O Otorrinolaringologista é o médico que se especializa em cuidar das áreas do nariz, garganta, ouvidos, seios da face, e é quem você deve procurar quando tem infecções de ouvido ou das vias aéreas superiores. Sabe aquela rinite, sinusite? Dor de ouvido ou de garganta? É com ele. Também deve ser procurado em casos de problemas auditivos, tontura ou zumbido, problemas de ronco, obstrução nasal, tosse, rouquidão, e também quando houver dificuldades de deglutição. 

Exames que o especialista pode pedir

O médico especialista em otorrinolaringologia pode solicitar exames para diagnosticar sinusite, distúrbios da voz, de deglutição, além de problemas auditivos e de labirinto, quando houver tonturas, por exemplo.

Sabe mais o que faz um Otorrinolaringologista? Ele ajuda você a descobrir as causas de uma série de problemas que você pode ou não seguir tratando com ele, como asma ou refluxo. Uma tosse que não cura pode ser uma reação alérgica ou indicativo de outra condição médica que precise ser tratada de forma específica.

Quando procurar um Otorrinolaringologista?

Sempre que você sentir alguma coisa nas regiões que já citamos, e estiver incomodando, é importante procurar o médico Otorrinolaringologista. Dor nos seios da face pode ser uma sinusite, por exemplo, e demandar um tratamento específico, diferente do que você fez para o resfriado. Uma tosse persistente pode ou não ser um problema de pulmão, e apenas tomar xarope não vai resolver.

O médico especialista vai conseguir avaliar e indicar o tratamento adequado, inclusive encaminhar a um outro especialista, como pneumologista ou até um gastroenterologista, dependendo do caso.

Tudo que diz respeito à cabeça e pescoço está relacionado ao que trata o Otorrinolaringologista, especialmente nariz, ouvidos e garganta.

Sabia que uma tontura pode significar problema no labirinto? Pode ser a chamada labirintite. O Otorrinolaringologista vai ajudar você também com esse tipo de tratamento, não apenas com medicações, mas até mesmo com medicações, mas também com exercícios de reabilitação vestibular.

Consulte um Otorrinolaringologista

Nunca adie um problema que está lhe incomodando, pois é o seu corpo dando sinais. Caso sinta alguma dor de ouvido, de garganta, ou tontura, procure imediatamente um Otorrinolaringologista.

Uma dor de cabeça também pode ser uma rinussinusite, por isso esse profissional também é indicado nesses casos, que podem envolver inflamações de origem viral ou bacteriana, além de outras possibilidades que somente consultando você irá identificar e tratar corretamente.

Sangramentos no ouvido são outro motivo para consultar o médico, pois a causa pode ser um trauma ou uma doença. O tratamento pode variar, mas em todos os casos, a detecção precoce dos problemas quase sempre ajuda a ter soluções mais eficazes, além de evitar pioras.

Ronco e apneia do sono

Sabe aquela pessoa que ronca alto? Pois então, ela deve consultar um Otorrinolaringologista. E não é só porque ela pode estar atrapalhando o sono de outras pessoas, mas porque pode ter um outro problema, que é a apneia. A apneia obstrutiva é algo potencialmente grave que precisa ser tratado para não ser fatal.

Em alguns casos é indicado o uso do CPAP, um aparelho que introduz o ar ambiente por meio de uma máscara na face. Ele deve ser utilizado durante todo o sono, e a investigação envolve o acompanhamento do sono do paciente.

O ronco recorrente, e não pontual, também pode indicar outros tipos de obstrução, como desvios de septo, pólipos nasais, rinite, hipertrofia da amígdala, ou ainda algo relacionado aos dentes. Alterações ortodônticas e do esqueleto facial, assim como obesidade, podem estar relacionadas ao ronco também, mas é preciso examinar.

Cansaço, consumo de álcool e alguns alimentos podem levar a noites mais barulhentas, assim como dormir de barriga para cima. Mas se o ronco for algo que acontece sempre, é melhor verificar a razão para tomar providências específicas e resolver logo.

Com a idade e dependendo de características genéticas ou hábitos desenvolvidos ao longo dos anos, é possível que a respiração esteja sendo prejudicada e isso agrave outros problemas, como os relacionados ao pulmão ou coração. Quem tem comorbidades como obesidade, cardiopatias ou doenças respiratórias deve redobrar os cuidados. Resumindo, nada de bobear: ronco é coisa séria e precisa ser investigado.

Entendeu agora o que faz um Otorrinolaringologista?

E então, sanou as suas dúvidas ou ainda precisa de mais informações sobre o que faz um Otorrinolaringologista? Esperamos ter ajudado!

Esse especialista pode ajudar você em várias situações e indicar tratamentos e acompanhamentos em conjunto com outros especialistas, conforme cada caso. 

Fique aqui no site OPT.DOC e obtenha ainda mais informações sobre assuntos como esse.

Em destaque

Social Media

Mais Acessados

Categorias

Inscreva-se

E fique atualizado sobre os últimas novidades da OPTDOC! 

Venha conhecer
Um novo conceito

Agende o melhor dia para você conhecer nossas instalações de perto e compreender melhor este novo conceito de clínica.